sexta-feira, 31 de agosto de 2007

PROJETO “VIVER PERNAMBUCO” Texto do projeto

CENTRO DE ENSINO EXPERIMENTAL DE GARANHUNS-CEEG

ARTE

PROJETO “VIVER PERNAMBUCO”

Apresentação

O Projeto Viver Pernambuco foi idealizado para ser vivenciado pelas turmas de Ensino do Centro de Ensino Experimental de Garanhuns visando dar maior ênfase aos conteúdos do Programa relacionados a Arte popular, em específico, do estado de Pernambuco em três etapas distribuídas durante o ano letivo durante os ciclos carnavalesco, junino e natalino.

Justificativa(em construção)

Os seres da natureza, bem como os objetos culturalmente produzidos, despertam em todos nós diversas emoções e sentimentos agradáveis ao nosso entendimento. Logo ao nascer passamos a viver em um mundo que já tem uma história social de produções culturais que contribuem para a estruturação de nosso senso estético. Desde a infância, todos nós, interagimos com as manifestações culturais de nossa ambiência e vamos aprendendo a demonstrar nosso prazer e gosto por imagens, músicas, falas, movimentos, histórias, livros,etc. Gradativamente vamos dando forma às nossas maneiras de admirar, de gostar, de julgar, de apreciar e fazer as diferentes manifestações culturais de nosso grupo. Partindo desse entendimento e do princípio de que o ensino de arte significa a apropriação de saberes culturais e estéticos inseridos nas práticas sociais de produção e apreciação artísticas, este projeto, numa postura interdisciplinar, visa contribuir para o fortalecimento da experiência sensível e inventiva dos educandos a partir do conhecimento e valorização da cultura pernambucana, no entendimento de que a cultura transcende barreiras geográficas, políticas, sociais e econômicas e que o debate sobre a temática, estabelecido em todas as áreas do conhecimento, ajuda o educando a refletir sobre si mesmo e sobre a sociedade em que vive. Na dinâmica desse processo, o projeto “VIVER PERNAMBUCO” se propõe a propiciar aos alunos do 1º,2º e 3º ano do Centro de Ensino Experimental de Garanhuns momentos de pesquisa, nas diferentes disciplinas, para apropriação/reflexão de conhecimentos que envolvam o tema Cultura Pernambucana (nos três ciclos anuais) e a ele estejam relacionados, bem como atividades de produção e vivência de atividades em parceria com grupos culturais e entidades da região.

OBJETIVO GERAL:

• Vivenciar atividades de valorização, resgate, apreciação e produção de conhecimentos teóricos e práticos sobre a cultura pernambucana e sobre o povo que a produz no entendimento de que a cultura transcende barreiras geográficas, políticas, sociais e econômicas e que o debate, uma vez estabelecido em todas as áreas do conhecimento, ajuda o educando a refletir sobre si mesmo e sobre a sociedade em que vive.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

• Desenvolver o gosto e o respeito à diversidade cultural que se manifesta no estado de Pernambuco.

• Estudar sobre os diferentes povos que contribuíram na formação do povo brasileiro e pernambucano, sua cultura, e suas condições de vida na atualidade(índios, negros e brancos)

• Conhecer a história do carnaval no mundo, sua chegada no Brasil e seu desenvolvimento no Estado de Pernambuco;

• Refletir a importância da cultura para a construção da identidade dos indivíduos; • Destacar a importância da cultura pernambucana no contexto nacional/mundial e suas diferentes formas de manifestação popular;

• Produzir textos(em data show) com os fundamentos e as compreensões adquiridas; • Participar de oficinas de danças populares;

• Apresentar resultado em forma de exposição do conteúdo teórico e prático apreendido;

• Refletir os carnavais fora de época, em específico a Garanheta, destacando pontos positivos e negativos desta atividade para a cultura, para a cidade em suas múltiplas dimensões e para a formação do jovem cidadão e responsável socialmente.

• Situar o carnaval, enquanto festa popular, como um movimento onde ocorre violências de diferentes formas visando a orientação sobre meios e cuidados com a saúde e com a vida de um modo geral;

• Conhecer a história das primeiras comemorações do fim da primavera na Antiguidade;

• Identificar as comemorações juninas antes do Cristianismo;

• Apontar a chegada e as características das festas juninas no Brasil;

• Reconhecer a importância cultural, social e econômica do Ciclo junino para o estado de Pernambuco;

• Conhecer teórica e praticamente as principais manifestações populares do Ciclo junino;

• Ampliar conhecimentos a partir do estudo sobre o Movimento Armorial;

• Participar de atividades de apreciação e produção de conhecimento relacionadas ao Ciclo natalino, desenvolvendo espírito fraterno e solidário para com as pessoas, grupos e minorias.

CONTEÚDOS ARTE

• Etimologia da palavra carnaval

• Origem do carnaval e das festas juninas • O carnaval e São João no Brasil

• O carnaval e o São João de Pernambuco e suas principais formas de manifestações ;

• O carnaval fora de época: Garanheta

• Exercício da cidadania x vivência da cultura

• As festas populares como meio de inserção social.

• Pluralidade cultural.

• Identificar sítios arqueológicos no estado de Pernambuco;

• Manifestações do Ciclo junino

• Movimento armorial

• Manifestações do Ciclo natalino CONTEÚDOS E/OU CONTRIBUIÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA Conteúdos:

• Variações lingüística; Preconceito lingüístico; Ortografia oficial SOCIOLOGIA Conteúdos:

• Comunicação e processo cultural Objetivo:

• Destacar a importância da comunicação no envolvimento dos grupos no processo cultural dos diferentes sujeitos no carnaval fora de época de Garanhuns(Garanheta) FILOSOFIA Conteúdos:

• Ética e processos de convivência

• Apresentação de peça teatral no encerramento das atividades(a vida de Sócrates) Objetivos:

• Avaliar a postura ética dos diferentes sujeitos no processo de vivência e construção do carnaval fora de época em Garanhuns;

• Analisar o respeito na convivência dos diversos grupos no período do carnaval.

BIOLOGIA Contribuição:

• Orientação dos alunos durante as exposições;

• Filmagem e fotografias

QUÍMICA •

Contribuição:

Participação na organização dos alunos para viagem à Caruaru. Acompanhamento e orientação dos alunos durante a viagem à Caruaru. Dia 17/07/06

FÍSICA ED. FISICA Contribuição:

• Acompanhamento dos alunos à cidade de Caruaru e vale do Catimbau

• Orientação e distribuição dos alunos durante a exposição no centro cultural COORD. DE LABORATÓRIO: Contribuição:

Acompanhamento dos alunos à cidade de Caruaru e ao Vale do catimbau;

• Fotografia e filmagens durante as viagens;

• Fotografia e filmagem durante as exposições e encerramento da 2º etapa do projeto;

• Organização e orientação dos alunos para a atividade de exposição dos conteúdos em data show;

• Seleção de imagens das atividades do CEEG para o momento de abertura na culminãcia da 2º etapa do projeto.

INFORMÁTICA

• Orientação dos alunos nas pesquisas na internet e na formatação dos trabalhos.

MATEMÁTICA Contribuição:

  • Acompanhamento e orientação dos alunos à Caruaru e ao vale do Catimbau. EDUCAÇÃO FÍSICA Contribuição:

• Conteúdos:danças populares

• Acompanhamento e orientação dos alunos durante à viagem a Caruaru.

DEMAIS PROFESSORES: Participação e acompanhamento dos alunos, pais e convidados durante as atividades e apresentações no Centro Cultural.

CRONOGRAMA DATA ATIVIDADES

03/04/06 Divulgação do projeto e divisão de grupos de trabalho

10/04/06 Orientação para elaboração da pesquisa bibliográfica

17/04/06 Reconhecimento de alunos com experiência em atividades de cultura popular 24/04/06 Elaboração escrita do projeto/discussão/reflexão com os professores

12/05/06 a 19/06/06 Realização de Oficinas: linguagens da arte.(dança, artes plásticas, música, canto, literatura(poesia e conto), multimídia)Tema: Cultura Pernambucana Versão final do projeto

05/06/06 Exposição do produto final pelos alunos

26/05/06 Avaliação do projeto “Ciclo carnavalesco” introdução “Ciclo junino”

29/05/06 Inicío dos estudos sobre o Ciclo junino 14,18,19,20 Passeio-pesquisa à cidade de Caruaru.

20/07/2006 0u Exposição Sala temática: Desenho(atividade em conformidade com o encerramento do semestre com os professores de Biologia, História, Química, física, Filosofia, Português/Literatura, geografia e matemática)

1-Exposição oficina de artes plásticas (Noção de desenho)(Michel)

1.1-Licocós- exposição em barro

2-Copa de conhecimentos (atividade em conformidade com o encerramento do semestre com os professores de Biologia, História, Química, física, Filosofia, Português/Literatura, geografia e matemática)

3-Paródias(Biologia)

PRODUTO FINAL

Exposição em data show dos conteúdos apreendidos pelos alunos durante a pesquisa bibliográfica. Apresentações dos alunos com danças e movimentos dos ciclos carnavalesco e junino de Pernambuco.Organização de grupos de canto, dança música, teatro e literatura. Apresentações de grupos culturais da região(Grupo de Saloá): Luis Gonzaga) AVALIAÇÃO Dar-se-á a partir das produções dos alunos, das atividades de exposição e apresentações e por meio de relatório elaborado com a percepção dos professores.

CRONOGRAMA DE ATIVIDADES DIA 04/08/2006 LOCAL: PALCO DO CENTRO CULTURAL-PRAÇA GUADALAJARA

Atividades

7:30 Apresentação do projeto e boas vindas: alunos(Amanda e Abraão) Poema matuto-( Julierme)

8:00 Grupo de música – alunos CEEG

8:20 Saxofonista: Reinaldo Monteiro- música “Asa Branca” Apresentação do grupo teatral de Saloá - Tema:Vida de Luis Gonzaga

8;25 Exposição em data show - Tema: Ciclo carnavalesco -Alunos

9:00 Apresentações: Carnaval - Hino de Pernambuco - \frevo-CEEG

9:30 Maracatu-CEEG

9:40 Côco-CEEG 9:50 Lanche

10:00 Exposição em data show - Tema: Ciclo junino - Alunos

11:00 Apresentação grupo de canto-CEEG 11:30 Côco de Castainho 11:40 Encerramento - Praça Guadalajara(dança coletiva)

SUGESTÃO DE BIBLIOGRAFIA

1. CABRAL, Alfredo do Vale. Achegas ao estudo do folclore brasileiro. Rio de Janeiro, MEC-DAC-FUNARTE, 1978

2. CACCESE, Neusa Pinsard (org.). Um tigre, dois tigres, três tigres. 3ª ed. São Paulo, Edições Paulinas, 1984

3. CÂMARA, Antônio Alves. Ensaios sobre as construções navais indígenas do Brasil. São Paulo, Companhia Editora Nacional / Brasília, INL, 1976

4. CAMPOS, Eduardo. Cantador, musa e viola. Rio de Janeiro, Editora Americana; INL, 1973

5. CAMPOS, Eduardo. Folclore do nordeste. Rio de Janeiro, O Cruzeiro, 1960

6. CAMPOS, Eduardo. Medicina popular; superstições, crendices e meizinhas. 2ª ed. Rio de Janeiro, Livraria Editora da Casa do Estudante do Brasil, 1955

7. CAMPOS, Humberto de. O Brasil anedótico; frases históricas que resumem a crônica do Brasil-Colônia, do Brasil-Império e do Brasil-República. 3ª ed. Rio de Janeiro, Livraria José Olympio Editora, 1940

8. CÂNDIDO, Antônio. Os parceiros do Rio Bonito; Estudo sobre o caipira paulista e a transformação dos seus meios de vida. 4ª ed. São Paulo, Livraria Duas Cidades, 1977

9. CARNEIRO, Edison. Antologia do negro brasileiro. Ediouro

10. CARNEIRO, Edison. Folguedos Tradicionais. 2ª ed. Rio de Janeiro, Funarte, 1982

11. CARNEIRO, Edison. Ladinos e Crioulos. Rio de Janeiro, Ed. Civilização Brasileira. Série Retratos do Brasil, vol. 28

12. CARNEIRO, Edison. A sabedoria popular. Rio de Janeiro, Ministério da Educação e Cultura / Instituto Nacional do Livro, 1957. Biblioteca de Divulgação Cultural, série A, XI

13. CARNEIRO, Sandra Maria Corrêa de Sá. Balão no céu, alegria na terra. Rio de Janeiro, FUNARTE, 1986. Cadernos de folclore,

CENTRO DE ENSINO EXPERIMENTAL DE GARANHUNS-CEEG ARTE PROJETO “VIVER PERNAMBUCO” (em construção)

Justificativa Os seres da natureza, bem como os objetos culturalmente produzidos, despertam em todos nós diversas emoções e sentimentos agradáveis ao nosso entendimento. Logo ao nascer passamos a viver em um mundo que já tem uma história social de produções culturais que contribuem para a estruturação de nosso senso estético. Desde a infância, todos nós, interagimos com as manifestações culturais de nossa ambiência e vamos aprendendo a demonstrar nosso prazer e gosto por imagens, músicas, falas, movimentos, histórias, livros,etc. Gradativamente vamos dando forma às nossas maneiras de admirar, de gostar, de julgar, de apreciar e fazer as diferentes manifestações culturais de nosso grupo. Partindo desse entendimento e do princípio de que o ensino de arte significa a apropriação de saberes culturais e estéticos inseridos nas práticas sociais de produção e apreciação artísticas, este projeto, numa postura interdisciplinar, visa contribuir para o fortalecimento da experiência sensível e inventiva dos educandos a partir do conhecimento e valorização da cultura pernambucana, no entendimento de que a cultura transcende barreiras geográficas, políticas, sociais e econômicas e que o debate sobre a temática, estabelecido em todas as áreas do conhecimento, ajuda o educando a refletir sobre si mesmo e sobre a sociedade em que vive. Na dinâmica desse processo, o projeto “VIVER PERNAMBUCO” se propõe a propiciar aos alunos do 1º ano do Centro de Ensino Experimental de Garanhuns momentos de pesquisa, nas diferentes disciplinas, para apropriação/reflexão de conhecimentos que envolvam o tema Cultura Pernambucana (nos três ciclos anuais) e a ele estejam relacionados, bem como atividades de produção e vivência de atividades em parceria com grupos culturais e entidades da região. OBJETIVO GERAL: • Vivenciar atividades de valorização, resgate, apreciação e produção de conhecimentos teóricos e práticos sobre a cultura pernambucana e sobre o povo que a produz no entendimento de que a cultura transcende barreiras geográficas, políticas, sociais e econômicas e que o debate, uma vez estabelecido em todas as áreas do conhecimento, ajuda o educando a refletir sobre si mesmo e sobre a sociedade em que vive. OBJETIVOS ESPECÍFICOS • Desenvolver o gosto e o respeito à diversidade cultural que se manifesta no estado de Pernambuco. • Estudar sobre os diferentes povos que contribuíram na formação do povo brasileiro e pernambucano, sua cultura, e suas condições de vida na atualidade(índios, negros e brancos) • Conhecer a história do carnaval no mundo, sua chegada no Brasil e seu desenvolvimento no Estado de Pernambuco; • Refletir a importância da cultura para a construção da identidade dos indivíduos; • Destacar a importância da cultura pernambucana no contexto nacional/mundial e suas diferentes formas de manifestação popular; • Produzir textos(em data show) com os fundamentos e as compreensões adquiridas; • Participar de oficinas de danças populares; • Apresentar resultado em forma de exposição do conteúdo teórico e prático apreendido; • Refletir os carnavais fora de época, em específico a Garanheta, destacando pontos positivos e negativos desta atividade para a cultura, para a cidade em suas múltiplas dimensões e para a formação do jovem cidadão e responsável socialmente. • Situar o carnaval, enquanto festa popular, como um movimento onde ocorre violências de diferentes formas visando a orientação sobre meios e cuidados com a saúde e com a vida de um modo geral; • Conhecer a história das primeiras comemorações do fim da primavera na Antiguidade; • Identificar as comemorações juninas antes do Cristianismo; • Apontar a chegada e as características das festas juninas no Brasil; • Reconhecer a importância cultural, social e econômica do Ciclo junino para o estado de Pernambuco; • Conhecer teórica e praticamente as principais manifestações populares do Ciclo junino; • Ampliar conhecimentos a partir do estudo sobre o Movimento Armorial; • Participar de atividades de apreciação e produção de conhecimento relacionadas ao Ciclo natalino, desenvolvendo espírito fraterno e solidário para com as pessoas, grupos e minorias. CONTEÚDOS ARTE • Etimologia da palavra carnaval • Origem do carnaval e das festas juninas • O carnaval e São João no Brasil • O carnaval e o São João de Pernambuco e suas principais formas de manifestações ; • O carnaval fora de época: Garanheta • Exercício da cidadania x vivência da cultura • As festas populares como meio de inserção social. • Pluralidade cultural. • Identificar sítios arqueológicos no estado de Pernambuco; • Manifestações do Ciclo junino • Movimento armorial • Manifestações do Ciclo natalino CONTEÚDOS E/OU CONTRIBUIÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA Conteúdos: • Variações lingüística; Preconceito lingüístico; Ortografia oficial SOCIOLOGIA Conteúdos: • Comunicação e processo cultural Objetivo: • Destacar a importância da comunicação no envolvimento dos grupos no processo cultural dos diferentes sujeitos no carnaval fora de época de Garanhuns(Garanheta) FILOSOFIA Conteúdos: • Ética e processos de convivência • Apresentação de peça teatral no encerramento das atividades(a vida de Sócrates) Objetivos: • Avaliar a postura ética dos diferentes sujeitos no processo de vivência e construção do carnaval fora de época em Garanhuns; • Analisar o respeito na convivência dos diversos grupos no período do carnaval. BIOLOGIA Contribuição: • Orientação dos alunos durante as exposições; • Filmagem e fotografias QUÍMICA • Contribuição: Participação na organização dos alunos para viagem à Caruaru. Acompanhamento e orientação dos alunos durante a viagem à Caruaru. Dia 17/07/06 FÍSICA ED. FISICA Contribuição: • Acompanhamento dos alunos à cidade de Caruaru e vale do Catimbau • Orientação e distribuição dos alunos durante a exposição no centro cultural COORD. DE LABORATÓRIO: Contribuição: • Acompanhamento dos alunos à cidade de Caruaru e ao Vale do catimbau; • Fotografia e filmagens durante as viagens; • Fotografia e filmagem durante as exposições e encerramento da 2º etapa do projeto; • Organização e orientação dos alunos para a atividade de exposição dos conteúdos em data show; • Seleção de imagens das atividades do CEEG para o momento de abertura na culminãcia da 2º etapa do projeto. INFORMÁTICA • Orientação dos alunos nas pesquisas na internet e na formatação dos trabalhos. MATEMÁTICA Contribuição: Acompanhamento e orientação dos alunos à Caruaru e ao vale do Catimbau. EDUCAÇÃO FÍSICA Contribuição: • Conteúdos:danças populares • Acompanhamento e orientação dos alunos durante à viagem a Caruaru. DEMAIS PROFESSORES: Participação e acompanhamento dos alunos, pais e convidados durante as atividades e apresentações no Centro Cultural. CRONOGRAMA DATA ATIVIDADES 03/04/06 Divulgação do projeto e divisão de grupos de trabalho 10/04/06 Orientação para elaboração da pesquisa bibliográfica 17/04/06 Reconhecimento de alunos com experiência em atividades de cultura popular 24/04/06 Elaboração escrita do projeto/discussão/reflexão com os professores 12/05/06 a 19/06/06 Realização de Oficinas: linguagens da arte.(dança, artes plásticas, música, canto, literatura(poesia e conto), multimídia)Tema: Cultura Pernambucana Versão final do projeto 05/06/06 Exposição do produto final pelos alunos 26/05/06 Avaliação do projeto “Ciclo carnavalesco” introdução “Ciclo junino” 29/05/06 Inicío dos estudos sobre o Ciclo junino 14,18,19,20 Passeio-pesquisa à cidade de Caruaru. 20/07/2006 0u Exposição Sala temática: Desenho(atividade em conformidade com o encerramento do semestre com os professores de Biologia, História, Química, física, Filosofia, Português/Literatura, geografia e matemática) 1-Exposição oficina de artes plásticas (Noção de desenho)(Michel) 1.1-Licocós- exposição em barro 2-Copa de conhecimentos (atividade em conformidade com o encerramento do semestre com os professores de Biologia, História, Química, física, Filosofia, Português/Literatura, geografia e matemática) 3-Paródias(Biologia) PRODUTO FINAL Exposição em data show dos conteúdos apreendidos pelos alunos durante a pesquisa bibliográfica. Apresentações dos alunos com danças e movimentos dos ciclos carnavalesco e junino de Pernambuco.Organização de grupos de canto, dança música, teatro e literatura. Apresentações de grupos culturais da região(Grupo de Saloá): Luis Gonzaga) AVALIAÇÃO Dar-se-á a partir das produções dos alunos, das atividades de exposição e apresentações e por meio de relatório elaborado com a percepção dos professores. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES DIA 04/08/2006 LOCAL: PALCO DO CENTRO CULTURAL-PRAÇA GUADALAJARA Atividades Hora Peça: A vida de Sócrates (filosofia) 7:30 Apresentação do projeto e boas vindas: alunos(Amanda e Abraão) Poema matuto-( Julierme) 8:00 Grupo de música – alunos CEEG 8:20 Saxofonista: Reinaldo Monteiro- música “Asa Branca” Apresentação do grupo teatral de Saloá - Tema:Vida de Luis Gonzaga 8;25 Exposição em data show - Tema: Ciclo carnavalesco -Alunos 9:00 Apresentações: Carnaval - Hino de Pernambuco - \frevo-CEEG 9:30 Maracatu-CEEG 9:40 Côco-CEEG 9:50 Lanche 10:00 Exposição em data show - Tema: Ciclo junino - Alunos 11:00 Apresentação grupo de canto-CEEG 11:30 Côco de Castainho 11:40 Encerramento - Praça Guadalajara(dança coletiva) SUGESTÃO DE BIBLIOGRAFIA 1. CABRAL, Alfredo do Vale. Achegas ao estudo do folclore brasileiro. Rio de Janeiro, MEC-DAC-FUNARTE, 1978 2. CACCESE, Neusa Pinsard (org.). Um tigre, dois tigres, três tigres. 3ª ed. São Paulo, Edições Paulinas, 1984 3. CÂMARA, Antônio Alves. Ensaios sobre as construções navais indígenas do Brasil. São Paulo, Companhia Editora Nacional / Brasília, INL, 1976 4. CAMPOS, Eduardo. Cantador, musa e viola. Rio de Janeiro, Editora Americana; INL, 1973 5. CAMPOS, Eduardo. Folclore do nordeste. Rio de Janeiro, O Cruzeiro, 1960 6. CAMPOS, Eduardo. Medicina popular; superstições, crendices e meizinhas. 2ª ed. Rio de Janeiro, Livraria Editora da Casa do Estudante do Brasil, 1955 7. CAMPOS, Humberto de. O Brasil anedótico; frases históricas que resumem a crônica do Brasil-Colônia, do Brasil-Império e do Brasil-República. 3ª ed. Rio de Janeiro, Livraria José Olympio Editora, 1940 8. CÂNDIDO, Antônio. Os parceiros do Rio Bonito; Estudo sobre o caipira paulista e a transformação dos seus meios de vida. 4ª ed. São Paulo, Livraria Duas Cidades, 1977 9. CARNEIRO, Edison. Antologia do negro brasileiro. Ediouro 10. CARNEIRO, Edison. Folguedos Tradicionais. 2ª ed. Rio de Janeiro, Funarte, 1982 11. CARNEIRO, Edison. Ladinos e Crioulos. Rio de Janeiro, Ed. Civilização Brasileira. Série Retratos do Brasil, vol. 28 12. CARNEIRO, Edison. A sabedoria popular. Rio de Janeiro, Ministério da Educação e Cultura / Instituto Nacional do Livro, 1957. Biblioteca de Divulgação Cultural, série A, XI 13. CARNEIRO, Sandra Maria Corrêa de Sá. Balão no céu, alegria na terra. Rio de Janeiro, FUNARTE, 1986. Cadernos de folclore, ३५

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

 
Maria Perpétua Teles Monteiro